“Ficar em casa não é capricho”, afirma agente da Caritas Espanhola

“Ficar em casa não é capricho”, afirma agente da Caritas Espanhola

Radio America | Rádio América

14/04/2020 12:02 pm | Atualizado em: 14/04/2020 12:19 pm

A Espanha é o segundo país da Europa que mais sofre as consequências do novo Coronavírus. No fim de março, superou os 78 mil contágios, com mais de 6.500 mortos. Por isso, o Governo da Espanha decretou no dia 29 de março a limitação total de movimentos, salvo os trabalhadores de atividades essenciais.

Caritas Espanha está solicitando com insistência ao Governo medidas de proteção para as faixas mais fragilizadas da população e as pessoas desempregadas. Com a ajuda de muitas pessoas voluntárias, a instituição está se empenhando bastante para o cuidado dos idosos sem família e das pessoas sem teto, a assistência aos migrantes africanos em quarentena, a defesa dos direitos das pessoas emprisionadas e das mulheres vítimas de violência doméstica.

Ana Cristina Garcia, agente da Cáritas da Espanha, enviou uma mensagem à Rede Eclesial Pan-Amazônica, oferecendo seu testemunho preocupado sobre as consequência do vírus em seu país e lançando um apelo aos brasileiros que fiquem em casa, “a partir da dor que estamos sofrendo aqui”, destacou Ana Cristina. Ela é coordenadora das atividades internacionais da Caritas Espanhola em todos os países de América Latina e conhece bem o contexto do Brasil, o que dá ainda mais autoridade ao seu apelo.

Para Ana, ficar em casa neste momento da pandemia não é um capricho mas uma necessidade. “A única maneira de vencer, é ficar em casa o máximo possível. Parar agora significa pode sair depois”, reforço a espanhola.

Confira o vídeo que Ana Cristina gravou para a REPAM-Brasil:

YouTube video

Fonte: REPAM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *