Comunidade brasileira em Roma faz campanha para ajudar famílias afetadas pelo Covid-19

Comunidade brasileira em Roma faz campanha para ajudar famílias afetadas pelo Covid-19

Radio America | Rádio América

03/04/2020 10:18 am | Atualizado em: 03/04/2020 10:18 am

As doações de cestas básicas podem ser feitas através de compras online que entreguem os produtos diretamente na Igreja Santa Maria da Luz, em Roma, limitando os deslocamentos para respeitar as normas de isolamento do Covid-19. Além do projeto da Comunidade Brasileira Nossa Senhora Aparecida, o Consulado Geral do Brasil na capital italiana disponibiliza formulários online e coordena um grupo de apoio no WhatsApp para receber pedidos de ajuda e doações.

Amilton Gomes, natural de Ituiutaba, Minas Gerais, sabe do que está falando. Há 21 anos morando em Roma, há 12 trabalha junto à Comunidade Brasileira Nossa Senhora Aparecida. Ele atualmente está coordenando as atividades, como a campanha para arrecadação de alimentos que irão compor cestas básicas destinadas às famílias que, neste momento de crise pandêmica do Covid-19, precisam de ajuda:

“Nossa campanha não visa somente a comunidade brasileira mas, sim, latino-americanos e famílias italianas que enfrentam necessidades e aparecem aqui na igreja e precisam de ajuda. Iremos ajudar todos, como o Santo Padre falou na sexta-feira: estamos na mesma barca e temos que remar todos juntos. Não somos brasileiros neste momento, não existe extracomunitário; somos uma única família e um país que está passando por dificuldade grande. Também é onde nos encontramos: seja na Espanha, na França, na Alemanha ou propriamente na nossa casa, no Brasil, a nossa pátria.”

Campanha para ajudar quem precisa

A ideia nasceu na semana passada, quando três famílias de brasileiros procuraram a Igreja pedindo ajuda. Já é tradição da Comunidade Brasileira promover campanhas tanto para arrecadar agasalhos quanto alimentos não-perecíveis, como arroz, feijão e latas de azeite. Com a emergência sanitária do Covid-19, Amilton e o Pe. Luiz Gabriel, capelão da Missão Latino-Americana, decidiram coordenar um sistema para receber e distribuir as doações.

A orientação, para limitar ao máximo os deslocamentos em período de isolamento domiciliar obrigatório na Itália, é fazer as doações através de aplicativos online de supermercados que possam entregar os produtos diretamente na Igreja Santa Maria da Luz, em Roma (Via della Lungaretta, 22/a). Já a distribuição das cestas básicas será restrita a duas vezes por semana, sempre respeitando as medidas de segurança, nas terças e quintas, das 10h ao meio-dia.

O apoio do Consulado Brasileiro em Roma

Nesta semana, o coordenador da Comunidade Brasileira também buscou apoio junto ao Consulado Brasileiro em Roma. Os cidadãos são orientados a entrar no site oficial e a preencher o formulário emergencial destinado tanto a quem quer ajudar voluntariamente ou a fazer doações. Os funcionários irão entrar em contato e conduzir os atendimentos conforme as necessidades dos brasileiros.

Segundo nota do Cônsul Geral do Brasil em Roma, Afonso Carbonar, “a solidariedade em nossa comunidade é a maior fonte de esperança e inspiração para todos”.  Ao agradecer todos os cidadãos que trabalham nas mais diferentes áreas para ajudar os brasileiros neste momento de crise sem precedentes, o cônsul convida a ajudar aqueles que mais estão sofrendo com os impactos econômicos da pandemia, “brasileiros em situação vulnerável, muitas vezes às margens das iniciativas de mitigação anunciadas pelos governos e empresas”.

Grupo de apoio aos brasileiros pelo WhatsApp

Dessa forma, o Consulado do Brasil em Roma, com a parceria de lideranças da comunidade, está disponibilizando um número de WhatsApp (+39 349.883.3916) dedicado exclusivamente a um grupo de apoio que está acolhendo ofertas e pedidos de ajuda. Essa é mais uma maneira para enfrentar esta fase com criatividade, contribuindo para resolver problemas temporários, “mas respeitando as normas do isolamento” determinadas pelo governo italiano. Todos são desafios “a serem superados com a solidariedade dos dois povos e a capacidade de oferecer ajuda”, finaliza Carbonar.

Fonte: Vatican News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *