No sudeste do Pará, indígenas enfrentam pandemia com falta de estrutura, demora nos testes e risco de fome

Foto: Zélia Maria Batista/Cimi Norte 2

No sudeste do Pará, indígenas enfrentam pandemia com falta de estrutura, demora nos testes e risco de fome

Foto: Zélia Maria Batista/Cimi Norte 2
Radio America | Rádio América

17/06/2020 10:48 am | Atualizado em: 17/06/2020 10:48 am

O acelerado crescimento dos casos de covid-19 nas aldeias do sudeste do Pará vem gerando preocupação entre indígenas e apoiadores. A crise, agravada pela falta de estrutura para o atendimento e a prevenção dos casos, pode se acentuar ainda mais com a insegurança alimentar em algumas aldeias da região.

É o que apontam lideranças indígenas e integrantes da Rede de Apoio Mútuo aos Povos Indígenas do Sudeste do Pará, uma articulação de diversas organizações, pesquisadores e indigenistas que nos últimos meses vem realizando campanhas de solidariedade junto aos povos da região, reivindicando medidas junto ao poder público e sistematizando dados e informações sobre a situação nos territórios.

“Estamos temendo muito que agora, além do vírus, chegue também a questão da fome”, alerta Zélia Maria Batista, missionária do Cimi Regional Norte 2 e religiosa da congregação das Irmãs Catequistas Franciscanas.

Saiba mais aqui: https://cimi.org.br

Fonte: CNBB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *