Notícias

 

Operação Esperança Equilibrista: Ação da Polícia Federal gera revolta em sindicalistas

Construção do Memorial da Anistia Política do Brasil é conduzida pela UFMG. Imagem: Foca Pampulha

Construção do Memorial da Anistia Política do Brasil é conduzida pela UFMG. Imagem: Foca Pampulha

A construção do Memorial da Anistia Política do Brasil, financiado pelo Ministério da Justiça e executado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), continua sendo alvo de investigações e grandes impasses. Na manhã desta quarta-feira (06), a intervenção da polícia Federal no caso, identificado como “Operação Esperança Equilibrista”, gerou uma reação negativa de centrais sindicais.

Em entrevista coletiva concedida na tarde de hoje, na Assembleia Legislativa do estado (ALMG), a Coordenadora do Sindicato dos Trabalhadores de Instituições Federais (Sindifes), Cristina Del Papa, foi uma das sindicalistas que condenou a forma como a instituição e segurança pública conduziu a operação.

O repórter Hélcio Mendes Júnior esteve no local e tem os detalhes. Confira na matéria da Rádio América.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

 

Rádio américa na rede